Simulação da linha ferroviária de uma planta de processamento de alimentos

Um estudo de carregamento e descarregamento de vagões utilizando o FlexSim.

Overview

St. Onge Company, uma empresa de engenharia de cadeia de suprimentos, estava ajudando uma empresa de processamento de alimentos no nordeste dos Estados Unidos para expandir suas instalações. Um componente importante da expansão era uma operação ferroviária.

A linha ferroviária principal de uma planta de processamento de alimantos era ramificada em vários pontos finais, chamado de pequenos trechos, onde os vagões que continham matérias-primas (ex., sacarose, amendoim, óleo vegetal) foram descarregados. Os vagões foram trazidos a partir da linha principal e armazenado em um estímulo utilizado exclusivamente para o armazenamento em um espaço disponível ao longo de um pequeno trecho para descarregamento. Cada tipo de matéria-prima tinha um pequeno trecho ou conjunto de pequenos trechos que poderiam ser usados para descarregamento específicos, e cada estação de descarga tinha uma taxa de descarga específica. Uma única locomotiva principal moveu os vagões à sua posição apropriada.

Questões para solucionar

Os gestores da planta queriam encontrar um traçado ideal para operação ferroviária. Perguntas incluiam quantos pequenos trechos e estações de carregamento seriam necessários para manter-se com a capacidade ampliada e qual o comprimento da malha ferroviária deveria ser colocado sobre os pequenos trechos de carregamento e descarregamento. Além disso, o espaço era limitado para a expansão da malha e os gerentes queriam minimizar os custos de expansão de infra-estrutura. Por fim, os gestores necessitavam ter certeza que a única locomotiva principal daria conta das novas exigências de produtividade.

Abordagem da Simulação

Como parte do estudo de simulação, vários layouts da malha foram consideradas. Grande parte do desafio envolveu a criação de um método "inteligente" para a locomotiva principal trabalhar, onde ela iria tentar armazenar carros em slots mais próximo às suas respectivas estações de descarga, bem como manter as locomotivas vazias nos locais corretos, para que o processo de remodelação seja minimizado.

Resultado

A Flexsim e St. Onge Companhia construíram e desenvolveram os modelos de simulação, St. Onge utilizou os resultados da simulação para criar um plano mestre para um novo traçado que iria cumprir as metas da expansão da fábrica.

Imagens

 

Rail Simulation in FlexSim Simulation Software

Por favor, aguarde

loading